Veículos da Fiat, Jeep e Ram poderão ser comprados com soja

    [Fonte: Automotive Business]

    Novo programa da Stellantis permite fazer pagamento com grãos, mas nem todos os modelos estarão disponíveis

    Que tal comprar um novo veículo para a fazenda usando como pagamento a safra que você acabou de colher? Pois isso já é possível com uma forma de pagamento que o grupo Stellantis acabou de lançar. Tradicionalmente chamada de barter trade (troca ou permuta, em inglês), a modalidade permite que o produtor rural compre carros da marca Fiat, Jeep e Ram usando grãos de soja.

    Mas não são todos os modelos que estão disponíveis. A Fiat, que chamou seu programa de Agro Fácil Fiat, disponibilizou apenas as picapes Toro e Strada (exceto a versão Volcano) e o furgão Fiorino. A Jeep, cujo serviço tem o nome Barter é Jeep, oferece Renegade, Compass, Wrangler e Grand Cherokee. A marca Ram, com seu Barter Ram, tem as picapes 1500 e 2500.

    A operação de barter trade já é bem conhecida e muito utilizada pelo setor do agronegócio, porém não é feita simplesmente levando os sacos de grãos até a concessionária. É preciso definir qual será o valor exato dos valores envolvidos, depois a cotação básica da commodity agrícola (no caso a soja) e, por fim, fazer uma liquidação financeira, já incluindo o seguro.

    A modalidade vai começar como um programa piloto destinado inicialmente a um grupo selecionado de 1,2 mil produtores dos Estados de Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Bahia, Paraná e Pará. A iniciativa é uma boa oportunidade tanto para os produtores rurais, que ganham uma facilidade para renovar sua frota ou adquirir novos veículos para a propriedade, quanto para a Stellantis, que criou uma ferramenta para aumentar suas vendas dentro de um grupo que tem apresentado bom resultado financeiro ao longo dos últimos anos.

    “Essa parceria inovadora incrementará as vendas da Stellantis no setor do agronegócio e permitirá aos produtores rurais a renovação de frotas e aquisição de veículos de maneira facilitada. A modalidade da operação barter trade será uma maneira ágil para fomentar negócios com produtores rurais, uma vez que utilizará uma modalidade de pagamento com a qual eles já estão familiarizados. É um modelo de negócio que oferece segurança e previsibilidade aos produtores”, explica Fabio Meira, diretor de vendas diretas da Stellantis.