Produção argentina de veículos cresce 35,3% no primeiro trimestre

    [Fonte: Automotive Business]

    Indústria local montou 89,2 mil unidades no período; exportação e mercado interno também anotam alta

    A produção argentina de veículos atingiu 43,2 mil unidades em março, superando em 97,9% o total de fevereiro e em 125,2% o mês de março do ano passado, quando as fábricas iniciaram uma interrupção de 60 dias por causa da pandemia de Covid-19. No acumulado do ano, o setor produziu 89,2 mil veículos, 35,3% a mais que no primeiro trimestre de 2020. Os números foram divulgados pela Adefa, associação que reúne os fabricantes do país vizinho.

    “A atividade do setor registra níveis interessantes e estamos otimistas para os próximos meses. Devemos continuar trabalhando nessa linha e manter diálogo permanente com toda a cadeia de valor e o governo”, afirma o presidente da Adefa, Daniel Herrero.

    As exportações argentinas somaram em março 22,4 mil veículos. Cresceram 48,7% sobre fevereiro e 60,8% na comparação com março de 2020. No acumulado do ano, o país vizinho embarcou 49,4 mil unidades, 21,2% a mais pela comparação interanual.

    VENDAS INTERNAS SOBEM 20,2%

    No mês de março, as fábricas argentinas venderam aos concessionários 32,3 mil veículos, registrando alta de 21,3% sobre fevereiro e de 71% na comparação com março do ano passado. O acumulado em vendas também é positivo: 86,3 mil unidade e acréscimo de 20,2% sobre iguais meses de 2020.

    O presidente da Adefa ressalta que vem acompanhando de perto o que ocorre em toda a região e também no mercado mundial por causa dos possíveis impactos na indústria automobilística argentina.