Fiat Argo atinge 150 mil unidades fabricadas no Brasil

    [Fonte: Notícias Automotivas]

    O Fiat Argo alcançou 150.000 unidades produzidas em Betim. O hatch compacto da marca italiana é sucessor dos modelos Palio e Punto, concentrando o esforço de recuperação das vendas em torno de si. A unidade número 150.000 é um Argo Trekking de cor vermelho Monte Carlo.

    Com dois anos de mercado, o Fiat Argo registra 30% de aumento nas vendas em segmento, durante o primeiro semestre de 2019 com relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho, o compacto vendeu 36.211 unidades, sendo o sétimo automóvel mais vendido no Brasil, colocando ainda alguma vantagem sobre o rival VW Polo, que está em nono.

    Medindo 3,998 m de comprimento, 1,724 m de largura, 1,501 m de altura e 2,521 m de entre eixos, o Fiat Argo tem porte entre os dois antecessores, funcionando como uma ligação das propostas da dupla extinta, mas focando agora em eficiência energética e conectividade, contando com Start&Stop e Uconnect com Android Auto e Car Play, tendo até tela de 9 polegadas.

    Junto com a marca do Argo, a Fiat celebra ainda os 43 anos do chamado Polo Automotivo Fiat em Betim, que começou com a produção do Fiat 147 em 1976. De lá para cá, a enorme planta mineira produziu 15,6 milhões de veículos. Pensando no futuro, a montadora anunciou a criação do World Class Center (WCC).

    Fiat Argo atinge 150 mil unidades fabricadas no Brasil

    Trata-se de um laboratório de inovação e desenvolvimento tecnológico voltado para a Indústria 4.0, a fim de tornar a operação da Fiat em Betim, competitiva diante de produtos de players como México e União Europeia. Para isso, serão investidos R$ 8,5 bilhões até 2024, o que inclui a produção de novos motores GSE 1.0 Turbo e 1.3 Turbo.

    Com eles, a partir de 2020, a operação nacional será a maior produtora de motores e transmissões da América Latina, com 1,3 milhão de unidades por ano. A Fiat também confirma o lançamentos de três novos carros a partir do próximo ano, sendo dois SUVs. O outro será a Nova Strada.