Fiat 500 ganha versão com três portas

    [Fonte: O Estado de São Paulo]

    Opção 3+1 do novo Fiat 500 mira comodidade extra aos ocupantes; compacto de motorização elétrica chegará ao Brasil no ano que vem

    O tamanho compacto do 500 é alvo de críticas por parte dos que preferem veículos com mais espaço interno e comodidade. Para minimizar essa questão sem mexer no (belo) estilo do modelo, a Fiat resolveu facilitar a vida de quem viaja no banco de trás. A solução, apresentada nesta quinta-feira (22), atende pelo sobrenome 3+1. Assim como no polêmico Hyundai Veloster, agora, o estreante possui a configuração três portas.

    Seguindo a cartilha já adotada dentro de casa (na Fiat Strada, de 2014), a nova configuração do 500 tem uma terceira porta com formato suicida – abre em sentidos opostos. Com a extinção da coluna B, a ideia é melhorar o acesso ao interior.

    Antes que surja a dúvida, isso não alterou as medidas do carrinho. Continua com os mesmos 3,57 metros de comprimento. A engenharia, apenas, reduziu o tamanho da porta dianteira (lado do passageiro) e incluiu uma meia porta – que não pode ser aberta individualmente. Exatamente como na picapinha da marca italiana vendida por aqui até o primeiro trimestre deste ano, o 500 3+1 é um pouquinho mais pesado que a versão convencional. Tem quase 30 quilos a mais.

    Motorização elétrica

    Salvo o acréscimo da terceira porta, a novidade é idêntica ao 500 duas portas e a versão cabrio. Todos são movidos por um motor elétrico com potência máxima de 118 cv. Com o auxílio do torque de 22,4 mkgf, o novo 500 é capaz de chegar aos 100 km/h em 9 segundos. A velocidade final fica em 150 km/h. Mas nada disso seria possível sem o trabalho das baterias de íons de lítio de 42 kWh. A autonomia ronda os 320 km.

    Os preços não foram divulgados, porém, certamente, serão maiores que os 25.900 euros (pouco mais de R$ 170 mil na conversão direta) da configuração base. Sim, deve ser caro! Porém, pelo montante, a Fiat promete tecnologia de ponta. Tem itens como câmera 360 graus e o sistema de entretenimento UConnect 5. A versão mais recente do equipamento tem tela de 10,25″ em alta definição.

    No mais, conexão wireless para Apple CarPlay e faróis iluminados por LEDs também estão na lista, assim como piloto automático adaptativo e alerta de colisão com frenagem automática. A promessa é, ainda, que o proprietário leve para casa um conector para cargas rápidas de 85 kW. Com ele, e possível ter 80% da capacidade das baterias em 35 minutos. A Fiat fornece também o WallBox doméstico que, com 7,4 kW, leva seis horas para efetuar a recarga. No Brasil, o 500 elétrico chega em 2021. A montadora, porém, não adiantou qual das três configurações aterrissará por aqui.