Faturamento das autopeças cresce 7,9% no acumulado até agosto

    [Fonte: Automotive Business]

    Alta pouco expressiva decorre do fraco desempenho das exportações

    O faturamento do setor de autopeças no acumulado de janeiro a agosto registrou alta de 7,9% sobre iguais meses do ano passado. O fraco desempenho das exportações vem prejudicando o desempenho do setor. As vendas ao mercado externo caíram 5,6% na análise em reais. Em dólares a queda é ainda mais expressiva, 13,4%. Os números foram divulgados pelo Sindipeças, entidade que reúne os fabricantes de componentes.

    As vendas totais de autopeças ainda crescem perto de 8% por causa do fornecimento às montadoras, que aumentou 11,1% sobre iguais meses do ano passado. Para o segmento de reposição a alta foi de 6,5%. As vendas intrassetoriais (de um fornecedor para o outro) continuam próximas a 30%.

    Outro bom indicador é a utilização da capacidade instalada, que se manteve acima dos 70% pelo quarto mês seguido. Já o nível de emprego nacional no setor recuou 3,1% em relação aos mesmos oito meses do ano passado. A análise de agosto de 2019 ante o mesmo mês do ano passado anota queda maior, 6,3%.